17 estabelecimentos comerciais foram interditados em Fortaleza no fim de semana

Escrito por Carol Melo, 09:25 / 08 de Fevereiro de 2021. Atualizado às 10:19 / 08 de Fevereiro de 2021

Os locais foram fechados por estarem desrespeitando as regras do decreto estadual e municipal de isolamento social

Ao todo, 17 estabelecimentos comerciais na Capital foram interditados, entre sexta-feira (5) e domingo (7), pela Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), por estarem desrespeitando as regras do decreto estadual e municipal de enfrentamento à pandemia de Covid-19. Os locais ficam impedidos de abrir por sete dias. 

As informações foram divulgadas pelo secretário da Segurança Cidadã, coronel Holanda, e pela titular da Agefis Laura Jucá, em uma transmissão ao vivo na manhã desta segunda-feira (8).

Os estabelecimentos fechados infringiram regras como funcionamento fora do horário permitido, desrespeito ao distanciamento social, falta de álcool em gel 70% e ausência do uso da máscara de proteção, segundo revelou Laura Jucá.  

No sábado (6), 96 locais no Ceará foram fechados temporariamente por descumprirem o decreto. Outros oito locais foram interditados por sete dias por equipes de fiscalização, em Fortaleza e na Região Metropolitana.

O que pode funcionar após às 15h aos fins de semana 

  • academias; 
  • salões de beleza; 
  • lojas de rua; 
  • lojas de shopping (praça de alimentação só até as 15h) etc.  

Nos fins de semana, o setor de alimentação fora do lar – que inclui restaurantes e barracas de praia – só podem funcionar com atendimento presencial até as 15h, após esse horário, apenas exclusivamente por serviço de entrega.  

O que pode abrir antes das 6h e após 20h diariamente  

  • serviços públicos essenciais; 
  • farmácias; 
  • supermercados/congêneres; 
  • postos de combustíveis; 
  • hospitais e demais unidades de saúde e de serviços odontológicos e veterinários de emergência; 
  • laboratórios de análises clínicas; 
  • segurança privada; 
  • imprensa, meios de comunicação e telecomunicação em geral; 
  • funerárias.  

Os demais serviços e estabelecimentos devem permanecer fechados das 20h às 6h. Isso inclui quaisquer atividades do comércio, da indústria e de serviços não essenciais.

Leia mais

METROOcupação de leitos para Covid-19 do Leonardo da Vinci está perto do limite, alerta Camilo SantanaNEGÓCIOSGoverno lançará pacote de medidas de alívio a eventos e restaurantes, anuncia CamiloINÁCIO AGUIARNovo decreto do Estado suspende atividades de parques aquáticos em Fortaleza e Aquiraz
Em qualquer horário e período de suspensão das atividades, os estabelecimentos podem funcionar “desde que exclusivamente por serviço de entrega, inclusive por aplicativo”.  

Aumento de casos e internações  

O motivo da implantação das medidas de restrição de funcionamento do comércio, segundo o governador Camilo Santana, é o aumento de casos confirmados da Covid-19 e a suspeita de que a nova mutação do vírus tenha chegado ao Estado.   

Atualmente, a taxa de ocupação de adultos hospitalizados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) chegou a 95,26%, em Fortaleza. O indicador foi atualizado na manhã desta segunda-feira (8) na plataforma IntegraSUS. Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza


ASSUNTOS RELACIONADOS

Sociedade e Saúde/coronavírusMunicípios/FortalezaAgefis


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.