Campanha distribui 100 kits para famílias de pessoas autistas

Por Redação, 23:00 / 15 de Maio de 2020

As doações serão destinadas para as pessoas em situação de vulnerabilidade social em Fortaleza, e os kits incluem cestas básicas, materiais de higiene e itens personalizados, como brinquedos voltados para crianças autistas

Para as famílias em situação de vulnerabilidade social, os impactos da pandemia do novo coronavírus são ainda mais fortes. Quando um dos membros dessas famílias é diagnosticado com Transtorno do Espectro Autista (TEA) ou já apresenta suas características, a realidade é ainda mais dura. Por isso, em Fortaleza, grupos nesse perfil estão sendo contemplados por um ato solidário que teve início ontem (14), com a doação de 100 kits com cestas básicas e materiais de higiene.

As doações começaram a ser recebidas no dia 1º de maio, tanto na forma de entrega direta dos alimentos, como através de quantias em dinheiro. Os valores recebidos são destinados à compra de cestas básicas, itens de higiene e brinquedos para crianças autistas. Os materiais compõem os kits montados pela Associação Fortaleza Azul (Faz), iniciativa que reúne familiares de pessoas com TEA.

“A gente recebe muito e-mail de pessoas que não têm condições, mães de filhos com autismo que são catadoras de lixo e que não estavam podendo fazer nada. Muitas vezes eles não têm renda, porque é muito difícil ter laudo pelo SUS, então eles pedem ajuda”, explica Renata Fernandes, diretora administrativa da Associação Fortaleza Azul.

Para alcançar quem mais precisa, a Faz conta com o apoio do Instituto Semente da Liberdade. A organização entra em contato com núcleos familiares em comunidades para identificar aqueles que mais precisam das doações, cadastrando-os para que recebam os kits em domicílio.

Também é possível entrar em contato para solicitar o cadastro. As orientações são disponibilizadas pela própria Associação Fortaleza Azul, através do número (85) 99949.4041, ou pelo Instituto Semente da Liberdade, pelo telefone (85) 98112.0119.

Os kits elaborados não se restringem aos alimentos mais básicos. De acordo com Renata Fernandes, a montagem é feita com a proposta de personalizar cada conteúdo de acordo com a necessidade da família que irá recebê-lo.

“Tem pessoas que têm mais de duas crianças pequenas na família. Tentamos personalizar colocando mais leite, por exemplo. O cuidado de mandar sempre um brinquedo sensorial, porque as crianças com autismo se desorganizam muito fácil, então a gente coloca a massinha. Ela acalma muito, a questão do amassar, fazer bolinhas”, descreve.

A Associação também está analisando as formas de atender às particularidades de adolescentes e adultos com TEA através dos kits.

Alcance

A meta inicial, segundo ela, era fazer entregas para, pelo menos, 100 famílias. Como os materiais recebidos já alcançam essa marca, o novo objetivo é conseguir o suficiente para atender, ao todo, 400 famílias. “Conseguir alcançar essa meta foi muito emocionante. Nós já temos uma quantidade financeira para comprar mais 100, e queremos fazer isso logo para já entregar no sábado (16). Vamos tentar fazer as entregas de dois em dois dias, à medida que forem entrando essas contribuições”, afirma.

As entregas serão realizadas com a ajuda da Rede Voluntária do Ceará, onde cada colaborador informa quantas unidades pode entregar, e a distribuição é organizada de acordo. No momento, a ação só é realizada em Fortaleza, mas poderá ser expandida.

“Há muito tempo que vínhamos pensando em fazer algo voltado para o social. É um sonho tão lindo de se realizar, que não estamos nem acreditando. Queremos cada vez mais atingir essas pessoas e conseguir acolhê-las”, declara Renata Fernandes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.