Cearenses dominam circuito feminino de surf nacional

Escrito por George Noronha, 00:00 / 23 de Dezembro de 2020.

Com última etapa realizada na Bahia, a categoria profissional da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) terminou com título para a cearense Yanca Costa e cinco atletas do Estado no Top-10

O encerramento do circuito feminino de surf profissional da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) reforçou o momento de êxtase do Estado do Ceará na modalidade. Para além do título nacional conquistado pela cearense Yanca Costa, a região encerra a temporada com cinco atletas no Top-10 das melhores surfistas do País.

A lista contempla ainda: Silvana Lima (2º), Ariane Gomes (3º), Juliana dos Santos (8º) e Larissa dos Santos (10º). Vice-campeã ao término de todas as bateria de provas, a experiente atleta ficou com o título da última etapa, realizada na praia da Gávea, em Vilas do Atlântico, na Região Metropolitana de Salvador (BA), na sexta (18).

O feito é mais um na vasta carreira da multicampeã natural de Paracuru. Silvana também está classificada para os Jogos Olímpicos de Tóquio, disputados em 2021.

Vale ressaltar que mesmo diante da pandemia de Covid-19, a CBSurf manteve as disputas seguindo rígidos protocolos de segurança. O circuito foi concluído com três provas principais.

Competição

Legenda: O Ceará ficou com cinco atletas no Top-10 do rankin brasileiroFoto: divulgação

Yanca chegou como líder do ranking e perdeu logo na estreia para Silvana Lima e Juliana dos Santos. Com o resultado, ficou na torcida pelos tropeços das concorrentes à taça. Na mesma fase, a também cearense Larissa dos Santos e a catarinense Laura Raupp se despediram da briga pelo título, enquanto as semifinais ficaram com: Ariane Gomes/CE, Julia Duarte/RJ e Taís de Almeida/RJ.

Logo na primeira semi, Yanca Costa viu mais duas concorrentes caírem: Julia Duarte e a também cearense Ariane Gomes, eliminadas pela catarinense Tainá Hinckel e Silvana Lima. A única ameaça passou a ser a experiente Taís de Almeida, escalada no outro confronto.

Legenda: A cearense Yanca Costa se sagrou campeã brasileira na temporada 2020Foto: divulgação

Para a alegria de Yanca, Taís também foi barrada, terminando em último lugar na bateria, que teve como classificadas Bianca Macedo/RJ e Julia Santos/SP.

Na etapa decisiva, no entanto, Silvana brilhou e garantiu mais uma taça para o vasto currículo. A pontuação não impediu o título de Yanca, deixando o Ceará nos dois pódios máximos do surfe brasileiro. 

A nova campeã brasileira também falou de objetivos maiores no surf. “Agora eu vou focar no QS (divisão de acesso do Circuito Mundial). Quero competir nas etapas do Brasileiro também, mas nas que forem possíveis”, disse.Quero receber conteúdos exclusivos de esporte


ASSUNTOS RELACIONADOS

Esportes


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.