Clubes recebem protocolo da FCF e podem acelerar preparação

Escrito por Vladimir Marquesvladimir.marques@svm.com.Br 00:00 / 09 de Junho de 2020.

Em reunião por videoconferência, Federação Cearense de Futebol envia protocolo sanitário aos clubes de menor investimento, que podem acelerar planejamento para retorno do Estadual, ainda previsto para o dia 20 de julho

Os oito clubes que disputam a 2ª fase do Campeonato Cearense se reuniram ontem à tarde por videoconferência com a Federação Cearense de Futebol (FCF), dando sequência ao planejamento de retorno do Estadual. Em pauta, a unificação e implementação de um protocolo médico criado pela mentora do campeonato, visando auxiliar os clubes, principalmente os de menor investimento, como Barbalha, Pacajus, Atlético, Caucaia e Guarany de Sobral.

Na reunião, ficou definido que a FCF doará testes para os 6 clubes antes de cada um retornar aos treinamentos, como também antes dos jogos que cada um fará na 2ª fase.

“Os clubes receberam nosso guia médico, o protocolo de retomada do futebol cearense. Foi feito um panorama da realidade de cada clube, estrutura. Cada clube sabe como procederá e definirão individualmente o período no qual iniciarão os treinamentos. Nós só apresentamos em primeira mão um protocolo de orientação e auxílio a eles”, declarou o presidente Mauro Carmélio.

Outro auxílio da FCF a todos os clubes será acompanhamento médico, psicológico, caso achem necessário, assim como palestras.

O presidente do Caucaia, Roberto Góes, afirmou que o clube volta aos treinos no dia 5 de julho. “A reunião foi muito boa e a Federação vai ajudar os clubes que precisam. Até 5 de julho, a gente volta a treinar. Faremos uma pré-temporada de 15 dias”, disse ele.

Maria Vieira, presidente do Atlético, destacou que o clube já tem data para retornar aos treinos, mas ela se preocupa com o suporte aos atletas.

“Voltaremos a treinar no dia 22, com muitos garotos da base, um elenco reduzido. Teremos toda uma preocupação em monitorar os atletas, na situação deles e adquá-los psicologicamente dentro desse contexto de uma nova fase dentro dessa pandemia. Temos que entender os sentimentos destas pessoas, com todos os cuidados necessários e trabalhar muito, voltar bem, e terminar o campeonato”.

Já o mandatário do Pacajus, Cristiano, Cortez, acredita que o importante é o campeonato terminar em campo. 
“Todos estão querendo o melhor, que é terminar o Campeonato. Estamos conseguindo salvá-lo, terminá-lo em campo. Já tínhamos noção de como seria o procolo, pois tem como base o da Fifa, o da CBF, e vamos buscar seguir dentro da nossa realidade. A Federação vai nos ajudar quanto aos testes e outras situações, e o Pacajus quer terminar bem o campeonato, vencer o jogo dele na última rodada e buscar uma vaga na Série D”.

Retorno

Quanto a data de retorno do Campeonato, os clubes mantiveram o planejamento de retorno para o dia 20 de julho, data na qual inicia a Fase 4 do plano de reabertura econômica do Governo do Estado, liberando atividades esportivas. Mesmo os maiores clubes do Estado, Ceará, Fortaleza e Ferroviário, mantém seus planejamentos para um retorno no dia 20, evitando conjecturar qualquer antecipação.

“É importante um contato com todos os clubes para alinhar a retomada do Cearense. Queremos que todos os clubes tenham condições de terminar o campeonato. Acredito que todos tenham condições de retornar até o dia 20. A Federação está dando o suporte necessário”, declarou o presidente do Ferroviário.

Para o presidente do Ceará, Robinson de Castro, o importante será todos os clubes estarem prontos. “O importante será todos os clubes fazerem o dever de casa e o Estadual retornar em julho”, disse ele.

O presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, vai na mesma linha. “O desafio agora é que os outros clubes voltem a treinar, dentro de suas possibilidades. O importante é que quando houver jogo, todos estejam seguros”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.