Concurso da PF: confira 10 perguntas e respostas sobre o processo

Escrito por Redação, 08:30 / 21 de Janeiro de 2021.

São 1,5 mil vagas para quatro cargos diferentes: escrivão, papiloscopista, agente e delegado

A Polícia Federal (PF) lançou nesta semana edital para o concurso 2021, que vai abrir 1,5 mil vagas. A oportunidade deve atrair milhares de candidatos e ainda causa dúvidas entre quem pensa em prestar o concurso. Para facilitar o entendimento, o Diário do Nordeste reuniu nove perguntas e respostas sobre o processo. Confira:

 Concurso da Polícia Federal tem edital publicado com 1.500 vagas; salários chegam a R$ 23 mil

 Edital do concurso para Polícia Rodoviária Federal é divulgado; inscrições começam na segunda (25)

 Concurso da PRF: tire dúvidas sobre salário, locais das vagas e mais

1. Quais cargos são ofertados?

  • Delegado de Polícia Federal

Para se candidatar, é necessário diploma de bacharel em Direito fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) além de comprovação de três anos de atividade jurídica ou policial.

Entre as funções estabelecidas estão instaurar e presidir procedimentos policiais de investigação; orientar e comandar a execução de investigações relacionadas com a prevenção e repressão de ilícitos penais; participar do planejamento de operações de segurança e investigações; supervisionar e executar missões de caráter sigiloso; participar da execução das medidas de segurança orgânica.

A jornada é de 40 horas semanais, rendendo um salário de R$ 23.692,74.

  • Agente de Polícia Federal

É exigido dos candidatos diploma de conclusão de curso superior em nível de graduação fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

As atividades previstas são investigar atos ou fatos que caracterizem ou possam caracterizar infrações penais; proceder à busca de dados necessários; executar todas as tarefas necessárias à identificação, ao arquivamento, à recuperação, à produção e ao preparo dos documentos de informações; executar todas as atividades necessárias à prevenção e repressão de ilícitos penais; conduzir veículos automotores, embarcações e aeronaves; auxiliar a autoridade policial em todos os atos de investigação, cumprir medidas de segurança orgânica.

A remuneração oferecida é de R$ 12.522,50 por uma jornada de 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva.

  • Escrivão de Polícia Federal

O requisito para concorrer a uma vaga do cargo é diploma de conclusão de curso superior em nível de graduação fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC.

A função prevê atuação em dar cumprimento às formalidades processuais, lavrar termos, autos e mandados, observando os prazos necessários ao preparo, à ultimação e à remessa de procedimentos policiais de investigação; atuar nos procedimentos policiais de investigação, acompanhar a autoridade policial, sempre que determinado, em diligências policiais; responsabilizar-se pelo valor das fianças recebidas e pelos objetos de apreensão; conduzir veículos automotores; cumprir medidas de segurança orgânica; atuar nos procedimentos policiais de investigação.

A carga horária também é de 40 horas semais em em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva por um salário de R$ 12.522,50.

  • Papiloscopista Polícia Federal

Novamente, o diplama de conclusão de curso superior em nível de graduação fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC é a exigência para o cargo.

As atribuições da função são executar, orientar, supervisionar e fiscalizar os procedimentos de reconhecimento, isolamento, fixação, coleta, acondicionamento, transporte, recebimento, processamento, armazenamento e descarte de fragmentos e impressões papilares, realização de exames e emissão de laudos oficiais papiloscópicos, representação facial humana e prosopografia; operar e gerir bancos e sistemas automatizados de identificação humana civil e criminal; assistir à autoridade policial; desenvolver estudos na área de identificação humana civil e criminal; conduzir veículos automotores; cumprir medidas de segurança orgânica.

Com uma jornada de 40 horas semanais em regime de tempo integral e com dedicação exclusiva, os selecionados terão salário de R$ 12.522,50.

2. Como será a distribuição das vagas?

Ao todo, o certame possui 1,5 mil vagas. Destas, 123 são para delegado de Polícia Federal, sendo 91 para a ampla concorrência, 25 para candidatos negros e 7 para candidatos com deficiência.

Para agente de Polícia Federal, o edital prevê 893 oportunidades: 669 para a ampla concorrência, 179 para candidatos negros e 45 para candidatos com deficiência.

Já para escrivão, estão disponibilizadas 400 vagas, sendo 300 para ampla concorrência, 80 para negros e 20 para PCDs.

Por fim, o cargo de papiloscopista terá 84 oportunidades, com 62 para ampla concorrência, 17 para negros e 5 para PCDs.

3. Quanto custa a taxa de incrição?

Como a maioria dos concursos, a taxa de incrição do certame da PF 2021 irá variar de acordo com o cargo pretendido.

  • Delegado de Polícia Federal: R$ 250,00;
  • Agente de Polícia Federal: R$ 180,00;
  • Escrivão de Polícia Federal: R$ 180,00;
  • Papiloscopista Policial Federal: R$ 180,00

As incrições iniciam nesta sexta-feira (22) no endereço eletrônico e só serão confirmadas após a verificação do pagamento da taxa.

A Guia de Recolhimento da União pode ser paga em qualquer banco, bem como nas casas lotéricas e
nos Correios até o dia 3 de março.

4. Como pedir isenção?

A publicação prevê a isenção da taxa de incrição de candidatos que sejam inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), que sejam membros de família de baixa renda ou que sejam doadores de medula óssea em entidades reconhecidas pelo Ministério da Saúde.

Para ser beneficiado, o candidato precisa enviar, entre o dia 22 de janeiro e 9 de fevereiro, documento que comprobe alguma das situações previstas através do endereço eletrônico.

Caso a solicitação seja indeferida, o candidato deve realizar o pagamento da taxa de inscrição também até o dia 3 de março.

5. Quais são as etapas o concurso?

O processo terá algumas particularidades conforme o cargo pretendido.

Para delegado:

  • Prova objetiva de 120 questões com caráter eliminatório e classificatório
  • Prova discursiva com 3 questões dissertativas e uma peça profissional com caráter eliminatório e classificatório
  • Exame de aptidão física de caráter eliminatório
  • Avaliação médica de caráter eliminatório
  • Prova oral com caráter eliminatório e classificatório
  • Avaliação de títulos de caráter classificatório
  • Primeiro momento da avaliação psicológica

Para agente e papiloscopista:

  • Prova objetiva de 120 questões com caráter eliminatório e classificatório
  • Prova discursiva com texto dissertativo de até 30 linhas, de com caráter eliminatório e classificatório
  • Exame de aptidão física de caráter eliminatório
  • Avaliação médica de caráter eliminatório
  • Primeiro momento da avaliação psicológica

Para escrivão:

  • Prova objetiva e 120 questões com caráter eliminatório e classificatório
  • Prova discursiva com texto dissertativo de até 30 linhas, de caráter eliminatório e classificatório
  • Exame de aptidão física de caráter eliminatório
  • Prova prática de digitação com caráter eliminatório
  • Primeiro momento da avaliação psicológica

6. Como serão as provas objetivas?

A prova será constituída de itens para julgamento entre certo ou errado. O edital alerta que, para obter pontuação do item, o candidato deverá marcar somente um dos dois campos da folha de respostas.

7. Quais matérias vão cair nas provas objetivas?

O conteúdo das provas varia de acordo com os cargos pretendidos.

Prova objetiva do agente:

  • Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.
  • Bloco II, com 36 questões: Informática
  • Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral

Prova objetiva do escrivão:

  • Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.
  • Bloco II, com 36 questões: Informática
  • Bloco III, com 24 questões: Contabilidade Geral e Arquivologia

Prova objetiva do papiloscopista:

  • Bloco I, com 60 questões: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística e Raciocínio Lógico.
  • Bloco II, com 36 questões: Informática.
  • Bloco III, com 24 questões: Biologia, Física e Química.

Prova objetiva do delegado:

  • Bloco único com 120 questões objetivas de Direito Administrativo Direito Constitucional, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Empresarial, Direito Internacional Público e Cooperação Internacional, Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Direito Previdenciário, Direito Financeiro e Tributário. 

8. Quais conteúdos cairão na prova dissertativa?

O exame discursivo também vai variar de acordo com a carreira. Todos os cargos, exceto o delegado, realizarão um texto dissertativo de no máximo 30 linhas  com base em tema formulado pela banca examinadora. 

O delegado, por sua vez, terá pela frente três questões dissertativas e a elaboração de peça profissional que abordarão os objetos de avaliação de Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Penal e Direito Processual Penal.

9. O que será exigido no exame de aptidão física?

Apenas os candidatos que atingirem a pontuação mínima nas provas objetiva e discursiva serão convocados para o teste de aptidão física. Esse consistirá em:

  • Teste em barra fixa;
  • Teste de impulsão horizontal;
  • Teste de natação (50 metros);
  • Teste de corrida de 12 minutos

10. Qual o cronograma do concurso?

  • Início das inscrições: 22/1
  • Término das inscrições: 9/2
  • Pagamento da taxa: até 3/3
  • Divulgação dos locais de prova: 11/3
  • Provas objetiva e discursiva: 21/3
  • Gabaritos das provas: 23/3
  • Resultado final na prova objetiva e resultado provisório nas provas discursivas: 9/4
  • Resultado final nas provas discursivas e convocação para o teste de aptidão física: 27/4
  • Aplicação do teste de aptidão física: 1º e 2/5
  • Resultado provisório no teste de aptidão física: 12/5
  • Realização da avaliação médica (presencial): 5 e 6/6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.