Manifestantes protestam contra Bolsonaro e a favor da vacina em Fortaleza e cidades do Ceará

Ato contra o presidente Bolsonaro na Praça Portugal, em Fortaleza. — Foto: Marília Cordeiro/Sistema Verdes Mares / POR G1 CE

Um protesto contra o governo Bolsonaro (sem partido) reúne diversas pessoas neste sábado (3), no Bairro Aldeota, em Fortaleza. A concentração começou perto das 15h na Praça Portugal, e cerca de uma hora depois, os participantes passaram a percorrer a Avenida Desembargador Moreira até a estátua Iracema Guardiã, na Praia de Iracema. O ato terminou por volta de 17h30, quando os manifestantes começaram a se dispersar.

As pessoas utilizam máscara de proteção contra a proliferação da Covid-19. Algumas carregam faixas com os dizeres “Fora Bolsonaro”, “Genocida”, “Corrupto” e “Fascista”.

O ato foi convocado pela Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e o Fórum Sindical, Popular de Luta pelos Direitos pelas Liberdades Democráticas.

Mais cedo pela manhã, manifestantes foram às ruas em cidades como Caucaia e Juazeiro do Norte.

Manifestantes na concentração do protesto em Fortaleza — Foto: Halisson Ferreira/Sistema Verdes Mares

Manifestantes na concentração do protesto em Fortaleza — Foto: Halisson Ferreira/Sistema Verdes Mares

Manifestante exibe faixa em defesa da ciência e da vacinação e contra Bolsonaro em Fortaleza  — Foto: Halisson Ferreira/Sistema Verdes Mares

Manifestante exibe faixa em defesa da ciência e da vacinação e contra Bolsonaro em Fortaleza — Foto: Halisson Ferreira/Sistema Verdes Mares

Juazeiro do Norte

Em Juazeiro do Norte, segunda maior cidade do Ceará, a concentração começou por volta das 9h na Praça da Prefeitura e houve caminhada pelo Centro, que terminou na Praça Padre Cícero, às 12h.

O protesto foi convocado pelos movimentos Frentes Povo Sem Medo, Brasil Popular e Povo na Rua. As pessoas usavam máscara, mas imagens do ato mostram parte delas muito próximas umas das outras em alguns momentos, embora a organização afirme ter orientado a todos o uso de álcool em gel, máscara pff2 e o distanciamento físico de 2 metros durante a manifestação.

Os participantes reivindicavam vacinação de toda a população imediatamente, Auxílio Emergencial de R$ 600), o impeachment de Bolsonaro, além da queda da PEC 32 (Reforma Administrativa) e do PL nº 490, que dificulta a Demarcação de terras Indígena.

Protesto em Juazeiro do Norte, na Praça da Prefeitura, na manhã desta sábado (3) — Foto: Arquivo Pessoal

Protesto em Juazeiro do Norte, na Praça da Prefeitura, na manhã desta sábado (3) — Foto: Arquivo Pessoal

Caucaia

Em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, os manifestantes se concentraram na praça da igreja matriz da cidade e, por volta das 9h30, saíram em caminhada pelas ruas do Centro, com um carro de som e faixas com os dizeres “Fora Bolsonaro”.

Durante o ato, os manifestantes usaram máscaras de proteção, porém o distanciamento social não foi respeitado em muitos momentos.

Segundo a organização, participaram do ato integrantes do Movimento Unifica Caucaia (MUC), composto por partidos de esquerda, movimento estudantil, movimentos sociais e sindicais.

Durante o ato, indígenas das tribos Anacé e Tapeba também protestaram contra o projeto de lei que dificulta a demarcação de terra para esses povos. O protesto foi encerrado por volta das 11h.

Manifestantes se reuniram na praça da igreja matriz de Caucaia na manhã deste sábado (3). — Foto: Arquivo pessoal

Manifestantes se reuniram na praça da igreja matriz de Caucaia na manhã deste sábado (3). — Foto: Arquivo pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.