Matheus Moraes se aproxima de Fortaleza com feats ao lado de Eric Land e Avine Viiny

Escrito por João Lima Netojoao.lima@svm.com.br 07:00 / 04 de Setembro de 2020.

Recifense lançará primeira música em setembro

A presença de novos nomes no mercado do forró e sertanejo oferta um respiro musical para quem acompanha os gêneros. Descobrimos, em Recife (PE), um jovem que pode ascender no primeiro semestre de 2021. Matheus Moraes, 21 anos, chama atenção pelo carisma e pela voz. Mesmo com a suspensão dos shows, o recifense não parou de produzir. Nas últimas semanas, esteve em Fortaleza (CE) para gravar feats com Eric Land e Avine Vinny. 

Diferentemente de muitos cantores que já entrevistamos no início de carreira, Matheus Moraes tem boa oratória. Com respostas bem articuladas, ele mostra conhecer bem o cenário em que atua. A música entrou na vida do jovem cantor aos 15 anos. Com ajuda do professor de violão, ele começou os trabalhos com a primeira banda. 

“Inicialmente, pensei em cantar sertanejo. Os caminhos acabaram me levando ao forró. A gente sabe que no Nordeste é o som predominante. Cheguei a gravar uma música com Felipe Araújo. Não senti o mesmo retorno que estou tendo no forró. Iniciei há seis meses no gênero nordestino. Graças a Deus estou sendo abraçado”, conta Matheus Moraes. 

No estúdio de Wesley Safadão, o cantor Matheus Moraes gravou novas músicas. Três composições devem ser lançadas no fim do semestre. Duas delas são parcerias com Eric Land e Avine Vinny. Não é de hoje essa proximidade com Fortaleza. Logo no início da carreira, o recifense esteve no Ceará para gravar uma música com o produtor Rod Bala. 

Feats 

As novas canções prometem animar os fãs do cantor. O repertório leva assinatura do DJ Ivis, nome responsável por canções de Xand Avião. A primeira letra a ser trabalhada — com lançamento previsto para o dia 11 de setembro — será “Todo Mundo Sabia”, em parceria com o cearense Eric Land. “A história da música é um término de um relacionamento, mas todo mundo sabia que eles iriam voltar. A gente sabe quando uma história pode ter retorno”, explica. As outras canções devem ser lançadas no decorrer do semestre. 

A escolha pelo trabalho na capital cearense não é à toa. “Fortaleza é a principal vitrine no forró. O melhor momento da música é visto aqui. Wesley é daqui, Xand mora aqui, entre outros. Além do que as produtoras locais ajudam muito. A gente sabe que quando a nossa música entra em Fortaleza, o público já fica ligado”, destaca Matheus Moraes. 

Para os próximos cinco anos, ele projeta ter uma maior relação com o público. “Espero conseguir o reconhecimento das pessoas. Falo muito que o povo do meio musical é quem conhece o mercado, mas quem vai consumir é o nosso público. Lá mais na frente, quero que as pessoas possam me acolher como se já tivéssemos intimidade”, pondera. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.