Média móvel de casos de Covid-19 em Fortaleza cai 17% no mês de abril em relação a março; óbitos reduzem 13%

Positividade dos testes continua alta, com quase metade dos exames realizados na Capital identificando o vírus. — Foto: Camila Lima/SVM
POR G1

A média móvel de casos confirmados de Covid-19 na cidade de Fortaleza, durante o mês de abril deste ano, caiu cerca de 17% em comparação com março de 2021. Entre os dois meses, também houve queda de 13,3% no número de óbitos provocados pela doença. Os dados foram divulgados pelo boletim epidemiológico semanal da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), publicado nesta sexta-feira (7).

De acordo com o documento, a média diária de casos confirmados da infecção do coronavírus caiu de 1.354,3 a cada dia, em março, para 1.119,9 em abril. Ou seja, no mês passado, quase 1.120 pessoas testavam positivo, em média, por dia, em Fortaleza.

O número de abril, contudo, ainda é maior do que fevereiro e janeiro deste ano, os quais registraram 990,6 e 538,3, respectivamente, nas suas médias diárias. Veja os números:Média de casos confirmados em FortalezaMarço/2020Abril/2020Maio/2020Junho/2020Julho/2020Agosto/2020Setembro/2020Outubro/2020Novembro/2020Dezembro/2020Janeiro/2021Fevereiro/2021Março/2021Abril/20210250500750100012501500Fonte: SMS

Já com relação às médias de falecimentos em razão da Covid-19, os índices passaram de 49,6, em março deste ano, para 43 óbitos, em média, a cada dia, em abril. As médias de ambos os meses só perdem para maio de 2020, no auge da primeira onda da doença, quando morreram, em média, 75,4 pessoas a cada 24 horas.

De acordo com a SMS, houve queda da mortalidade particularmente durante a segunda quinzena do mês de abril.

A Secretaria Municipal acredita que há tendência de queda a ser observada no mês de maio tanto em casos confirmados, quanto em óbitos. Contudo, “cabe ressaltar que ainda estamos em um patamar muito elevado de casos”, argumenta no documento a Secretaria Municipal.

Alta positividade

Desta forma, a atenção da Prefeitura se volta para a ainda elevada taxa de positividade, que compreende os testes para detecção do coronavírus frente a todos os exames realizados no período. Segundo o documento, a proporção das amostras de RT-PCR (teste padrão-ouro realizado no nariz do paciente) em Fortaleza é de 46,9%.

A alta positividade, inclusive, foi uma das razões para que o governador Camilo Santana (PT) mantivesse as mesmas normas do decreto em vigência para a próxima semana. A taxa de positividade no Ceará é de 62%.

“Na última semana houve um aumento significativo da positividade dos testes realizados aqui em Fortaleza e no Ceará e isso acendeu um sinal de alerta importante e pelo princípio da prudência, o comitê decidiu não realizar nenhuma alteração no decreto na próxima semana para avaliarmos melhor os dados e poder fazer com segurança os avanços necessários”, disse o governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.