Presidente da Câmara de Fortaleza, Antônio Henrique defende urgência na Reforma da Previdência

Escrito por Alessandra Castroalessandra.castro@svm.com.br 22:17 / 11 de Fevereiro de 2021. Atualizado às 22:51 / 11 de Fevereiro de 2021

Em entrevista exclusiva ao Sistema Verdes Mares, o pedetista aponta os principais desafios para o Legislativo no segundo ano de pandemia

As atividades da Câmara Municipal de Fortaleza em 2021 estão ainda nas primeiras semanas, mas já há pautas importantes em discussão e debates acirrados com a nova oposição na Casa. Reeleito presidente do Legislativo para os próximos dois anos, o vereador Antônio Henrique (PDT) inicia as articulações do Parlamento, reforçando o discurso de unidade dos legisladores. Em entrevista exclusiva ao Sistema Verdes Mares, ele defende o que será um dos grandes desafios da atual legislatura: a reforma da Previdência. “É importante lembrar que o que a Câmara dos Vereadores está fazendo é necessário para que a Prefeitura de Fortaleza não fique impossibilitada de receber os recursos federais”, diz. 

 Com apoio de opositores, vereadores dão primeiro passo para reforma da Previdência em Fortaleza

Confira os principais pontos da entrevista: 

Quais os desafios e metas para os próximos dois anos à frente da Câmara Municipal de Fortaleza? 

O nosso principal desafio é vencer a pandemia. Estamos vivendo dias difíceis. Na verdade, o ano de 2020 foi o que ficou marcado na história de todos nós, e começamos 2021 nesta mesma situação. Então, ao retornar ao comando da Câmara Municipal, estamos atuando para que os trabalhos de lá não parem mesmo diante desta situação que estamos vivendo, que é a pandemia. Estamos alinhando todos os protocolos, conversando com os vereadores e garantindo o bom debate que a Casa do Povo precisa ter para ajudar no enfrentamento à pandemia, e, para isso, precisamos começar dando o nosso exemplo com a questão da não aglomeração, dos cuidados com a saúde dos parlamentares, dos servidores, assessores e fortalezenses que estão conosco na CMFor.  

Na quarta-feira (10), houve a aprovação na Câmara de mudanças na Lei Orgânica do Município que dão início às discussões sobre a Reforma da Previdência. Foi uma sessão polêmica, com muita discussão até mesmo entre a base aliada. Qual a razão da urgência do projeto? 

É importante lembrar que o que a Câmara dos Vereadores está fazendo, quando recebemos essa matéria, é necessário para que a Prefeitura de Fortaleza não fique impossibilitada de receber os recursos federais em virtude da reforma da Previdência que foi aprovada em Brasília. 

Temos até março para que a reforma da Previdência do Município seja aprovada. O que nós fizemos foram algumas adequações na nossa Lei Orgânica do Município, possibilitando a criação de dois fundos para poder ter uma Previdência complementar. 

De fato, a gente não iniciou ainda a reforma da Previdência em si porque ela vai vir através de uma lei complementar. Era necessário que a nossa Lei Orgânica, a nossa Constituição Municipal, estivesse adequada para poder receber esse projeto que virá para a Câmara e será debatido. Aprovamos em primeira discussão, mas temos ainda a segunda discussão, que só pode ser votada depois de dez dias a partir da primeira discussão. Temos dez dias para discutir, inclusive podendo até mudar, se for necessário. Mas, eu não diria que estamos votando “atropeladamente”, não. Estamos fazendo o projeto correto, que, de fato, é o dever de todos nós.  

Os servidores reclamam de dois pontos cujo cancelamento foi discutido, que são os anuênios e a licença prêmio. Por que esses dois pontos estão sendo revogados?  

Esses dois pontos estavam no projeto específico. A mensagem foi lida na sessão de abertura dos trabalhos de ontem (quarta-feira) e foi para a Comissão. No entanto, em uma sessão extraordinária que nós convocamos, ela não foi para pauta, não foi votada. Esse projeto foi retirado da pauta a pedido da liderança do Governo, não deu prosseguimento. Não estou dizendo que ela não vai encaminhar, mas no dia de ontem ela não foi discutida porque, de fato, não houve pauta para esse projeto.  

Outro ponto polêmico na Câmara Municipal é o projeto de resolução da Mesa Diretora que modifica a rotina presencial das sessões e as regras de funcionamento do plenário para 2021. Como esse diálogo está sendo construído? 

Diálogo nós estamos mantendo sempre, com todos os 43 vereadores. O que a Mesa Diretora apresentou, essa resolução, foi pensando nos cuidados e na segurança de todos os parlamentares. E volto a dizer: não só dos vereadores, mas de todos os funcionários. Se nós abrirmos a Câmara Municipal para receber todo esse povo, vamos ter um grande número de pessoas na Casa ao mesmo tempo. Estamos trabalhando hoje em uma resolução que foi aprovada em agosto de 2020, que é, às quartas-feiras, uma sessão por semana. No projeto novo, nós vamos trabalhar três dias por semana. Vai ter sessão três dias por semana. Trabalhar a gente trabalha todos os dias, mas as sessões são três vezes por semana.

Foto: José Leomar

Isso garante o bom debate, a fala dos vereadores. Agora, não necessariamente ele precisa estar na Casa. Através da tecnologia, ele pode estar em casa, no escritório, no gabinete ou no Plenário. Os debates não deixarão de acontecer. Os vereadores vão participar de uma forma transparente de tudo o que for preciso naquele dia da sessão da Casa. O revezamento é a questão presencial do Plenário, para que não haja vantagens para uns vereadores e outros não. 

O senhor disse que dialogou com todos os vereadores para poder fazer esse projeto. Houve incômodos a partir dos impasses com a bancada de oposição? 

É natural do Parlamento haver divergências no que diz respeito às propostas, às opiniões. Eu não posso impedir, proibir que o vereador questione algo que ele não concorde. Isso vai depender da votação. Então, esse projeto está na Comissão, que deverá dar um parecer, talvez receba algumas emendas. A Comissão vai analisar se as emendas são viáveis ou não, para poder alterar. Caso passe do jeito que está, a gente vai levar para o Plenário, que vai decidir. Mas sem nenhum tipo de questionamento, porque cada vereador tem a liberdade de concordar ou não com aquilo que está sendo apresentado.  

Essa oposição está maior e mais organizada. Como o senhor tem dialogado e quais medidas que tem tomado para manter uma harmonia no Parlamento? 

Vamos partir do princípio de que, na eleição da Mesa Diretora, nós tivemos os 43 votos dos 43 vereadores. Isso já mostra que, desde o início, desde o resultado das eleições, em 15 de novembro de 2020, a gente construiu esse bom diálogo com esses 43 vereadores, que são a oposição e a base governista. Estamos trabalhando muito cordialmente. Costumo dizer que a Câmara Municipal não tem dois grupos e sim 43 vereadores. Os grupos se dividem com relação a questão do Governo: o que é base e o que é oposição. No entanto, na Câmara Municipal, com a Mesa Diretora, nós procuramos trabalhar sempre com a unidade.  

Foto: José Leomar

Nessa semana, o senhor também anulou a eleição que definiu a presidência das comissões de saúde direitos humanos. Qual o motivo da decisão?  

O que aconteceu foi o seguinte: houve uma convocação para que as duas comissões se reunissem e escolhessem o presidente e o vice-presidente, e, antes disso, tinha tido uma alteração na composição que tinha sido anunciada na semana passada, e o responsável pelo departamento não tomou os devidos cuidados de saber quais alterações foram feitas. Nesse caso, o vereador que deveria estar na Comissão não foi convocado para a reunião. Fomos procurados por esses vereadores e encaminhamos para o departamento (um pedido para) que fosse feito um reajuste na composição.A decisão de fazer uma nova eleição não é uma decisão do presidente, e sim do Departamento Legislativo, que precisa fazer as coisas corretamente. Infelizmente, houve essa falha na convocação dos sete membros. Um deles deveria ter sido convocado e não foi.  

Há muita expectativa sobre o retorno do auxílio emergencial do Governo Federal. A própria Capital chegou a criar um modelo alternativo que teve vigência no ano passado. A Câmara tem debatido alguma medida que possa servir como sugestão à Prefeitura? 

Os debates da Câmara começaram agora, na semana passada. Já tem projetos protocolados. O próprio Governo, através de anúncios na posse e no dia da abertura dos trabalhos, anuncia que a Prefeitura deverá encaminhar projetos para ajudar pessoas nesse sentido. Vamos começar a debater, quando esses projetos forem pautados, para que a gente possa prosseguir. 


ASSUNTOS RELACIONADOS

Instituicões e PartidosPoder LegislativoCâmara Municipal de FortalezaAntônio Henrique


NEWSLETTER

Os destaques das últimas 24h resumidos em até 8 minutos de leitura.E-mailINSCREVA-SE

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós(85) 99969-0752

Recomendadas para vocêTecnologia de verdade para você passar na residênciaMedcel|PatrocinadoDestruição Final: O Último RefúgioAmazon Prime Video|PatrocinadoEssa é a 3ª Grande Tese do homem que previu o “Fim do Brasil”Seu Dinheiro|PatrocinadoMulher clareia manchas do rosto e viraliza em MarizópolisMelan-Free|PatrocinadoStenio indica tratamento para próstata, sucesso em MarizópolisDesinPros – Saúde da Próstata|PatrocinadoGrelhe seus alimentos no fogão sem fumaça!Descontalia|PatrocinadoNova tecnologia ajuda médicos a passarem na residênciaVídeo aula com conteúdo que cai na provaMedcel|PatrocinadoPrédio no Centro de Fortaleza vai a leilão por R$ 10 milhões – Negócios – Diário do NordesteDiário do NordesteINSS 2021: Guedes volta a falar em antecipação do 13° salário para aposentados – Negócios – Diário do NordesteDiário do NordesteGenial invenção japonesa que permite ter Wi-Fi em mais de 134 paísesTenha conexão em qualquer lugar com Internet de alta velocidade ilimitada (+de 134 países)Ryoko|PatrocinadoSua mangueira mais forte do que nunca!Descontalia|PatrocinadoMédico Brasileiro: “Fazer isso todas as manhãs pode recuperar a pele flácida (sem cremes)”Dr. Rafael Freitas|PatrocinadoMAIS POPULARESINSS 2021: Antecipação do 13º de aposentados e pensionistas pode ficar para abril – Negócios – Diário do NordesteDiário do NordesteMAIS POPULARESSaiba o que é proibido e permitido no Ceará durante o período do Carnaval 2021 – Metro – Diário do NordesteDiário do NordesteIbovespa não volta ao patamar pré-crise em dólares, o que revela um potencial de alta expressivoSeu Dinheiro|Patrocinado

POLÍTICA

Presidente da Câmara de Fortaleza, Antônio Henrique defende urgência na Reforma da Previdência

Em entrevista exclusiva ao Sistema Verdes Mares, o pedetista aponta os principais desafios para o Legislativo no segundo ano de pandemiaAlessandra Castro11 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Ministro da Saúde afirma que variante do coronavírus de Manaus é três vezes mais contagiosa

Pazuello não informou, porém, como foi feita essa análise nem quais vacinas teriam validade para a nova varianteDiário do Nordeste/Natália Cancian e Renato Machadp/Folhapress11 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

STJ aceita denúncia e Wilson Witzel vira réu por lavagem de dinheiro e corrupção

Ministros do STJ também decidiram manter Witzel afastado do cargo por mais um anoMarcelo Rocha/Folhapress11 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Eduardo Pazuello diz ao Senado que toda a população será vacinada em 2021

Ministro participa de audiência com senadores nesta quinta (11) e afirmou: “vamos vacinar o País em 2021. 50% até junho, 50% até dezembro da população ‘vacinável'”Estadão Conteúdo11 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Câmara dos Deputados aprova pena de prisão e multa para quem furar fila da vacina contra Covid-19

A infração de ordem de prioridade de vacinação pode resultar em pena de reclusão de um a três anos, além da multaAgência Câmara de Notícias11 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Assembleia Legislativa aprova decreto de calamidade pública do Ceará com validade até 30 de junho

A medida deve permitir a abertura de mais mil leitos para tratamento da Covid-19 nos próximos dois mesesAlessandra Castro11 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Com apoio de opositores, vereadores dão primeiro passo para reforma da Previdência em Fortaleza

Matéria do Executivo foi apreciada e aprovada durante sessão que durou mais de 10 horasAlessandra Castro / Felipe Azevedo10 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Auxílios criados em municípios do Ceará não têm previsão de retorno; prefeituras buscam alternativas

Diante do agravamento da pandemia da Covid-19, prefeitos cearenses anunciam projetos de microcrédito e de geração de empregoFlávio Rovere10 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Câmara começa a discutir mudanças na aposentadoria dos servidores da Capital; sindicatos criticam

Dois projetos enviados pelo prefeito José Sarto retiram regras da Previdência municipal da Lei Orgânica do Município; reforma do sistema virá depoisAlessandra Castro10 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Congresso Nacional deve votar projeto que criminaliza furar fila da vacina; infrator pode ser preso

Matéria prevê multa e pena de prisão a quem descumprir. No Ceará, o Ministério Público já recebeu mais de 50 denúnciasRedação e Agência Câmara10 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

MPCE quer a condenação e multa de R$ 140 mil do prefeito de Jijoca por fura fila da vacina

Além dele, a secretária da Saúde da cidade, Joila Carneiro, também infringiu as regras da imunização, que é focada neste primeiro momento nos grupos prioritáriosRedação09 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Ivo Gomes promete recuperação de renda, reformulação na gestão e descarta novas candidaturas

Série “O traçado da gestão” entrevista prefeitos dos maiores municípios cearenses fora de Fortaleza. Prefeito de Sobral fala sobre segurança pública, retorno das aulas presenciais e de seu futuro político.Luana Barros / Alessandra Castro / Inácio Aguiar09 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Morre aos 87 anos o senador José Maranhão, vítima de Covid-19

Trata-se do segundo senador que morre vítima do novo coronavírusFolhapress08 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

TRE-CE mantém cassação de prefeito e vice de Viçosa do Ceará; relembre o impasse no município

Com liminar do STF, eles podem ficar nos cargos até que esgotem os recursos no TRE-CE. José Firmino e Dr. Marcelo são acusados de abuso de poder político na eleição 2020Alessandra Castro08 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Demitido por ‘voo particular’ em aeronave da FAB, José Vicente Santini volta a ter cargo no Planalto

Santiti era auxiliar do ministro Onyx Lorenzini e usou o avião oficial para fazer viagens à Europa e à ÁsiaEstadão Conteúdo08 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Prefeituras no Ceará enfrentam problemas para manter equipes da linha de frente de combate à Covid

Há atrasos no pagamento de salários dos profissionais da área e mudanças de gestão dos equipamentos diante de um cenário de agravamento da pandemia da Covid-19 e de uma força-tarefa na campanha de vacinaçãoFelipe Azevedo08 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Congresso Nacional analisa 14 projetos que prorrogam auxílio emergencial

Os novos presidentes da Câmara e do Senado classificam a continuidade do benefício como uma prioridade nos debates do Legislativo. Há em curso uma tentativa de inclusão do auxílio no Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2021Redação05 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Socorro a empresas do setor de eventos deve ser pauta na Câmara dos Deputados próxima semana

A categoria – que inclui congressos, eventos esportivos, shows, festas – segue paralisada há quase um ano, desde o início da pandemia da Covid-19 no PaísCarol Melo05 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Procuradoria abre apuração preliminar sobre atuação de Jair Bolsonaro na pandemia de Covid-19

Procurador Augusto Aras comunicou ao STF a abertura da apuraçãoEstadão Conteúdo04 de Fevereiro de 2021

POLÍTICA

Em dia de protesto, deputados estaduais discutem alternativas a medidas restritivas de novo decreto

Parlamentares apontaram que a Assembleia Legislativa deve funcionar como interlocutora para diminuir impactos negativos causados pelas restriçõesLuana Barros04 de Fevereiro de 2021123456789PRÓXIMO

TOP MAIS POLÍTICA

1

Presidente da Câmara de Fortaleza, Antônio Henrique defende urgência na Reforma da Previdência

2

Ministro da Saúde afirma que variante do coronavírus de Manaus é três vezes mais contagiosa

3

Assembleia Legislativa aprova decreto de calamidade pública do Ceará com validade até 30 de junho

4

Câmara dos Deputados aprova pena de prisão e multa para quem furar fila da vacina contra Covid-19

5

Eduardo Pazuello diz ao Senado que toda a população será vacinada em 2021

EDIÇÃO DO DIA

Conheça nossas ofertas e vantagens. Planos a partir de R$ 14,90.ASSINAR

EDIÇÃO DO DIA

Conheça nossas ofertas e vantagens. Planos a partir de R$ 14,90.ASSINAR

NEWSLETTER

Os destaques das últimas 24h resumidos em até 8 minutos de leitura.E-mailINSCREVA-SEAnuncieAssineClube do AssinanteExpedientePolítica de privavidade

Todos os direitos reservados. Conteúdo protegido pelas leis de propriedade intelectual e de direitos autorais. O conteúdo não pode ser republicado, reescrito ou redistribuído, sob pena de responsabilização do infrator no âmbito cível e criminal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.