Rio de Janeiro está descartado, e Emirados Árabes devem receber o Mundial de Clubes

O Rio de Janeiro não tem chances de ser a sede do Mundial de Clubes de 2021. Tudo indica que o torneio será disputado nos Emirados Árabes Unidos. O provável é que seja realizado em fevereiro de 2022. O martelo ainda não foi batido: o local e as datas exatas ainda serão definidas pela Fifa.
O prefeito do Rio, Eduardo Paes, fez uma live nesta terça-feira para anunciar o interesse da cidade em abrigar o torneio. Nos últimos dias, dirigentes do Flamengo também conversaram com dirigentes da CBF para demonstrar apoio à ideia.
Segundo o ge apurou, o plano foi apresentado à Fifa de maneira informal. O Brasil nunca chegou a submeter uma candidatura oficial – ao contrário do que fizeram África do Sul e Emirados Árabes Unidos, que já abrigaram o torneio em 2009, 2010, 2017 e 2018 e são apontados como favoritos por fontes ouvidas pela reportagem.
O Mundial de Clubes de 2021 deve ser o último no atual formato, adotado pela Fifa em 2005. A entidade planeja fazer um reformulação no torneio. A ideia era fazer já em 2021 um Mundial com 24 participantes, na China, mas o plano teve que ser adiado por causa da pandemia.
Esta edição do torneio estava prevista para acontecer em dezembro, no Japão. Mas o país que foi sede das últimas Olimpíadas informou à Fifa que não teria condições de organizar a competição por causa da pandemia.
O fato de a Fifa empurrar o Mundial para janeiro ou fevereiro gerou alívio na CBF, que não vai precisar alterar mais uma vez datas das finais da Copa do Brasil.

POR G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.