Títulos de propriedade rural significam mais segurança para famílias no interior cearense

SECRETARIO NELSON MARTINS ENTREGA TITULOS DE TERRA EM MILHA; IDACE;  REGULARIZACAO FUNDIARIA; AGRARIA; FOTOS TIAGO STILLE/ GOV. DO CEARA;
SECRETARIO NELSON MARTINS ENTREGA TITULOS DE TERRA EM MILHA; IDACE; REGULARIZACAO FUNDIARIA; AGRARIA; FOTOS TIAGO STILLE/ GOV. DO CEARA;

Agricultores da cidade de Milhã comemoraram uma grande conquista na manhã desta sexta-feira (08), quando o Governo do Ceará realizou a entrega de mais 210 títulos de propriedade rural. De janeiro a setembro de 2019 já foram entregues 15.122 títulos de terra em todo o Estado, representando 75,61% da meta programada para este ano, que é de 20 mil títulos de propriedade.

Antônia Rizelda Pinheiro foi uma das pessoas que saíram do auditório da Secretaria Municipal de Agricultura com o documento na mão. A agricultora, que hoje tem 54 anos, sempre viveu no Sítio Cipó. Mais do que um simples pedaço de papel, a escritura do seu pedacinho de terra representa a segurança de que o sítio vai continuar com a família. “Eu morava lá com meus pais e temia um dia perder por qualquer motivo. Agora, com um documento oficial sei que vai continuar passando por gerações”, avaliou Rizelda. “Se Deus quiser, ninguém vai tomar uma coisa que é legal e isso eu agradeço demais ao Governo do Estado”, completou.

O assessor de relações institucionais da Casa Civil, Nelson Martins participou da entrega. Ao discursar para os que estiveram presentes, ele ressaltou a produção de leite, marca que coloca Milhã em destaque não apenas estadual, mas nacional. “O fato de você ter o título da terra facilita a obtenção de empréstimo e a melhoria da produção de leite, o que gera emprego para as pessoas, renda para as famílias, movimenta o comércio e gera arrecadação para o município”, apontou Nelson Martins.

José Wilson Gonçalves, superintendente do Instituto do Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace), avaliou que, além da garantia de ter a terra para produzir, o documento assegura o espaço como sendo um bem das famílias. O programa por si, se articula com várias vertentes vinculadas à regularização. As vezes a pessoa recebe de heranca, passa por gerações e a terra continua irrgular. O programa vem para regularizar essa situação. Somente em Milhã, identificamos 2.095 áreas, mas, dessas, 1.923 são propriedades que não têm documento. Nosso trabalho permite ao agricultor regularizar e, a partir daí, ter condições de participar de políticas públicas e melhorar de vida”, apontou José Wilson.

Em Milhã, uma das principais bacias leiteiras do Estado, já havia sido entregues aos detentores 712 títulos. São beneficiados agricultores e agricultoras familiares com até 200 hectares. O prefeito da cidade, José Darlan Dantas Pinheiro ressaltou investimentos feitos no município, pelo Estado. “Milhã, apesar de ser um município de pequeno porte, foi um dos mais agraciados com asfalto, por exemplo. Fizemos praticamente 90% da sede e 100% dos distritos. Onde havia calçamento cobrimos com asfalto”, relatou o prefeito. A respeito da produção leiteira afirmou que atualmente são produzidos 110 mil litros todos os dias. “São mais de três milhões de litros de leite todos os meses, e tenho certeza que agora com a regularização vamos crescer ainda mais a produção”.

Participaram do evento de entrega de títulos, o deputado estadual Leonardo Pinheiro; Ismar Bandeira, representando a Ematerce; Magno Viana, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Milhã, vereadores e secretários municipais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.